Neoliberalismo: Liberdade e Governo

O Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior acolhe, nos dias 19 e 20 de novembro, as Jornadas de Política subordinadas ao tema “Neoliberalismo: Liberdade e Governo”.

Do «Colóquio Walter Lippmann» (Paris, 1938) à constituição da «Mont Pelerin Society» (Suíça, 1947); do ordoliberalismo alemão nascido das cinzas da II Guerra Mundial ao final dos anos 1970 e início dos anos 1980, com a chegada ao poder de Margaret Thatcher no Reino Unido e de Ronald Reagan nos Estados Unidos da América; do diálogo oculto e da luta titânica travada no decorrer do século XX entre John Maynard Keynes e Friedrich A. Hayek por uma definição operativa e normativa da economia contemporânea; dos «Chicago Boys» aos «Novos Economistas» europeus; da grande crise financeira de 2008 aos incertos e angustiantes dias de hoje, o termo «neoliberalismo» permanece – qual mantra… – uma nebulosa conceptual capaz de acolher as tradições mais díspares e as versões mais contraditórias tanto do «liberalismo político» como do «liberalismo económico» clássicos. Apesar de um lento, espinhoso e polémico processo de consagração académica, e não obstante a familiaridade da palavra junto do grande público, a verdade é que o termo geral «neoliberalismo», sujeito desde os anos 1930 até ao dia de hoje a todos os tipos de uso e de abuso, está longe de ser unívoco. Ao ponto de podermos sem receio afirmar que sob uma falsa unicidade e sob uma ilusória transparência do termo «neoliberalismo» se ocultam afinal «neoliberalismos» vários, com linhagens, tradições, práticas e desenvolvimentos económicos e políticos altamente diferenciados. O colóquio internacional que o Núcleo de Filosofia Prática do Labcom.IFP leva a cabo nos próximos dias 19-20 de Novembro, juntando um punhado de autores provenientes dos diferentes territórios das ciências sociais e humanas, pretende suscitar um debate vivo e clarificador em torno dos novos problemas teóricos e práticos que o simples prefixo «neo» coloca hodiernamente ao termo geral clássico «liberalismo». Acreditamos que toda a comunidade ubiana estará consciente da necessidade de participar num evento que, transcendendo as áreas científicas das Faculdades da UBI, diz com certeza respeito – de um modo vívido e atualíssimo – a todas e a cada uma em particular.  


Support:
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
União Europeia
Quadro de Referência Estratégico Nacional
Programa Operacional Factores de Competitividade
Universidade da Beira Interior
2020  ©  Communication & Arts